Eleições 2008

 

 

Entrevista Prefeitos de Alvinópolis 

Esta entrevista tem como objetivo informar aos eleitores as principais propostas de cada candidato para administrar Alvinópolis.

Ela foi realizada com a colaboração de vários participantes deste site.

Obrigado a todos que colaboraram.

Que vença Alvinópolis!

 

 

Dados dos candidatos:

Prefeito: JOAO BATISTA MATEUS DE MORAES, 01/01/1960, Ensino fundamental completo.

Nascido e criado em Alvinópolis, João Galo Índio começou a trabalhar desde cedo para ajudar em casa, como engraxate e ajudante no comércio, e aos 18 anos entrou para a Aeronáutica, onde percebeu que não levava jeito para o ambiente militar. Assim que deixou as forças armadas, retornou à Alvinópolis onde começou a trabalhar para secretarias do governo estadual, tanto na parte administrativa como de assessoria. Em Alvinópolis constituiu sua família, e com seu espírito de liderança, ajudou diversas famílias que não conseguiam ser atendidas junto à secretaria municipal de saúde. Desta maneira, sempre se mantendo presente na vida dos Alvinopolenses, conseguiu se eleger o vereador mais bem votado em 2004, e continuou a levantar sua bandeira de representar os interesses da comunidade na área de saúde. Durante alguns dias da semana, João se estabelecia no Hospital João XXIII de Belo Horizonte, onde além de cumprir suas funções administrativas, sempre esteve pronto para atender as famílias alvinopolenses que dependiam de atendimento em hospitais da capital. Todas as semanas, assim que cumpria suas tarefas em Belo Horizonte, ele retornava para seu domicilio em Alvinópolis, para o convívio em família e continuar seu trabalho como vereador.
Como vereador, apresentou diversos projetos para o bem da comunidade, mas nenhum foi colocado em prática pela Prefeitura. Fiscalizou e denunciou diversos erros cometidos pelo prefeito, pois ele sabe que num município, devemos reconhecer tudo de bom que a Prefeitura faz, mas temos que ter coragem de dizer o que está errado!

Em 2008, em conjunto com o Partido dos Trabalhadores, representado por Sérgio Augusto e demais partidos insatisfeitos com os erros cometidos pela atual administração, formaram a Coligação “Alvinópolis para Todos”, colocando assim seu nome à disposição dos cidadãos Alvinopolenses nestas eleições.

 

 

Vice: Sérgio Augusto C. Gomes, 16/12/79, Bacharel em Ciência da Computação.

Nome completo. Data de Nascimento. Formação. Pequeno resumo carreira política.

Nascido no sul de Minas, conviveu desde a infância com os municípios de Alvinópolis e região, devido aos familiares que sempre residiram por aqui. Sempre conviveu de perto, devido ao trabalho de seu pai na área de saúde pública, com o drama que as famílias carentes de Alvinópolis e região sofrem com a falta de serviços de saúde e assistência social, e o grande estrago causado pela perseguição política e pessoal. Aos 18 anos entrou para a Universidade Federal de Lavras, onde teve contato com o movimento estudantil, conheceu os princípios do socialismo e capitalismo, e aprendeu ali a lutar pelas causas da população mais carente, compreendendo o mal que a desigualdade social traz para todos nós. Após a faculdade, participou de diversos movimentos sociais, ambientais, e culturais, onde ampliou seu conhecimento sobre a importância do respeito às diferenças e união de esforços no combate da desigualdade social.

Em Belo Horizonte participou do orçamento participativo, onde praticou a participação popular e a fiscalização dos gastos públicos, chegando à conclusão que este é o caminho para o combate à corrupção nos órgãos dos governos federal, estadual e municipal. Assim que terminou os estudos, veio para Alvinópolis trabalhar em sua área, informática, onde constituiu família e estabeleceu sua residência. Porém, desde que chegou ao município, fez questão de acompanhar de perto os problemas sociais e como a Prefeitura e Câmara trabalhavam pelo povo, iniciando assim um trabalho de busca pela transparência nos gastos públicos, e na profissionalização da Assistência Social neste município, condenando a perseguição política e falta de esclarecimentos aos cidadãos.

Seus objetivos: Fim da perseguição, fiscalização dos orgãos públicos e seus gastos, participação popular!!!

 

 

 

1 - Quais os pontos fortes da cidade de Alvinópolis?

Um povo trabalhador, receptivo, festivo, e que nunca perde a fé de um futuro melhor para a comunidade.

 

2 - Quais as principais carências da cidade?

Em nossas conversas com a população, sentimos que as maiores carências são o atendimento na área de saúde, que deixa a desejar devido à falta de médicos em período integral no PSF e de médicos plantonistas no pronto atendimento do Hospital N. S. Lourdes.

 

3 - O que vocês destacariam do seu projeto de governo?

Implantação de atendimento amplo e eficiente na área de saúde e assistência social. Não podemos cometer falhas em relação a estas áreas, temos que colocar pessoas preparadas e capacitadas para lidar com a população, seguir critérios técnicos, sem influência de vontades pessoais, sem discriminação por renda, raça, sexo, e ideologia política. Nossas políticas públicas serão implantadas para todos, e temos como objetivo melhorar os índices de atendimento de saúde e de desenvolvimento humano no município.

 

4 - Caso sejam eleitos, qual será o critério adotado para a escolha do secretariado? Político ou técnico. E por quê?

Para elaboração de um secretariado, vamos contar tanto com o apoio de pessoas capacitadas que não pertencem a grupos políticos tanto como aquelas que são capacitadas e pertencem aos grupos políticos do município, avaliando sua participação e importância dentro da coligação ou da comunidade.

Em primeiro lugar, consideramos a capacidade técnica, ou seja, qualquer cidadão de nosso município que não esteja filiado em partidos e que não participou de campanha política pode nos contactar para manifestar sua vontade de trabalhar pelo município. Pedimos a todos interessados que nos enviem, seja em mãos ou por correio-e, seu currículo, para que através de uma comissão avaliarmos e darmos retorno a todos candidatos às vagas de secretariado ou cargos comissionados.

Em relação ao critério político, como queremos mudar a cultura de perseguição em nosso município, também estamos abertos à participação de pessoas que pertençam a grupos políticos de ideologias diferentes. Isto porque sabemos que existem boas pessoas filiadas em partidos fora de nossa coligação que podem prestar bons serviços à nossa comunidade, e mesmo ela pertecendo a grupos que defendem uma ideologia diferente, ela pode respeitar e saber trabalhar com as nossas idéias. Concordamos que é uma tarefa difícil em Alvinópolis, conseguir pessoas de diferentes grupos políticos querendo colaborar umas com as outras, mas não vamos desistir deste ideal, cremos que só mudaremos a cultura da perseguição em nosso município dando o primeiro passo. Gostaríamos de receber currículos de pessoas de todos interessados, independente de seu grupo político, e conversaremos com todos, pois sabemos que para montar uma boa equipe de trabalho é preciso ter pessoas capacitadas e motivadas para trabalhar em grupo.

 

5 – Como vocês pretendem ouvir o que a população da cidade deseja durante os próximos quatro anos?

Queremos mudar o modo que a Prefeitura interage com a população. Através do orçamento participativo, o prefeito e o vice-prefeito estarão presentes em todas as comunidades rurais, distritos e bairros do município. Em certos bairros, pretendemos visitar todas semanas, em determinadas comunidades rurais, nossa freqüência será semanal ou mensal. O que podemos dizer é que a população terá um contato constate conosco, e através disto formaremos novas lideranças locais, e fortaleceremos as associações comunitárias existentes ou as que serão criadas.

 

6 – Como o eleitor poderá acompanhar o que esta candidatura irá fazer?

Vamos utilizar bastante a INTERNET, para divulgar nossas ações, a rádio comunitária e boletins que serão divulgados no comércio. Além disto vamos implantar o Orçamento Participativo, onde reuniões acontecerão nos bairros e comunidades rurais, levando toda informação para perto do cidadão, contando com a presença do Prefeito, Vice-Prefeito e demais secretários.

 

Como vocês pretendem lidar com as licitações?

Este é um ponto chave de nossa administração. Vamos implantar uma cultura de respeito e transparência nas licitações, onde todos os comerciantes e empresários poderão participar e opinar sobre as regras, e até mesmos as associações de bairro poderão fiscalizar quais empresas irão fornecer suprimentos e materiais para sua comunidade. Através da INTERNET, vamos divulgar a relação de todas licitações, valores, participantes e seus ganhadores e permitir sua total transparência, algo inédito no nosso município.

 

7– Acompanhando os jornais e sites da nossa região, sentimos que Alvinópolis poderia se destacar mais. Nos encontros Regionais, sempre vejo parcerias entre as cidades. Quais seriam as vantagens de tal contato?

São fundamentais para a melhoria de nossa qualidade de vida. Através de parcerias com outros municípios podemos trazer mais recursos para a área de saúde, educação, segurança, esporte, cultura e agricultura. Por exemplo, podemos trazer para Alvinópolis ou região especialistas médicos que nossa população tem maior carência, e os custos de manutenção deste especialista será divido entre as prefeituras participantes.

 

8- A Prefeitura recebe verbas federais e estaduais, todas destinadas à devida área, dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal. Essas verbas servem apenas para o correto funcionamento da Prefeitura.Na busca de novos recursos para o município, quais são seus planos?

Devido à trajetória política de João Galo Índio, ele possui livre acesso em diversas secretarias do Estado de Minas Gerais, o que facilita tomar conhecimento dos mesmos e elaborar projetos para participar dos programas que o Governo Estadual dispõe para os municípios. Em relação à Brasília, João e Sérgio possuem conhecimento de todos os trâmites legais para trazer projetos do Governo Federal para o município, e devido à convivência com representantes do PTB e PT estaduais, que exercem sua liderança no Congresso Nacional e nos Ministérios, sempre se mantiveram informados das verbas disponíveis e como montar os projetos para trazer os recursos para o nosso município.

 

9 - No município de Alvinópolis a vegetação nativa foi amplamente explorada de forma depredatória na primeira metade do século XX.

Hoje não são respeitadas a maioria das áreas de preservação permanente, contrariando a “Política florestal. e de proteção à biodiversidade no Estado de Minas Gerais” (Lei Est. 14.309 de 2002).

Como esperado, observa-se a erosão de muitas cabeceiras dos rios e córregos, o assoreamento da Barragem da Quebra-Cuia e das baixadas que margeiam os rios e córregos. Além disso, é freqüente a ocorrência de cheias do rio com as chuvas, o deslizamento de barreiras, formação de atoleiros em estradas de terra e secas prolongadas de inverno.

A maioria dos produtores rurais, desconhece as condições naturais da região e exigências legais, não dispõe de recursos necessários ao replantio das áreas de preservação permanente. Lembrando que o atual cenário é resultado de séculos de exploração e ocupação desordenadas, e que a recuperação da vegetação nas áreas acima citadas trará benefícios para toda a população, o que pode a prefeitura fazer para remediar esta situação?

Temos um grande compromisso com a natureza e o meio rural, seja com os empresários rurais, seja com os agricultores familiares. Sabemos de suas dificuldades e falta de acesso à informação para se adequarem à legislação ambiental e protegerem nossas reservas naturais. Iremos fazer um grande trabalho de conscientização dos mesmos, e através de incentivos como horas de trator, caminhão e arame farpado pretendemos realizar um programa de proteção das nascentes, cabeceiras dos morros e leitos dos rios e córregos. Por exemplo, em troca de horas de trator em sua propriedade, o produtor cederá áreas de preservação para que os estudantes e voluntários possam realizar projetos de replantio de árvores.

Sabemos que nosso município poderá sofrer grandes prejuízos, e muitos já estão sentindo isto na pele, devido ao uso e ocupação desordenada do solo. Porém a população não precisa de uma Prefeitura que puna e prejudique o agricultor, mas sim uma Prefeitura que seja parceira, conscientize e incentive a preservação. Precisamos mudar com consciência, não com punição.

 

 

10 -O Rio do Peixe, que tem suas nascentes no município de Alvinópolis e passa pela cidade, durante anos foi destino de efluentes industriais e ainda hoje recebe todo o esgoto da cidade. Alguns moradores reclamam de mau cheiro durante certos períodos da noite, principalmente na Baixada, que é onde são realizadas as festas. O que a prefeitura pode fazer para a mitigação desse impacto e também para a compensação dos prejuízos causados ao longo do tempo por esta prática?

Sobre o Rio do Peixe, não temos em mãos um estudo para saber qual o custo de tratar todos os resíduos que vão para o mesmo. Sendo assim, nosso primeiro passo será buscar uma parceria com a UFV, para que seja possível realizar este levantamento. A partir disto, poderemos cobrar da COPASA, responsável pelo tratamento de água e esgoto, que cumpra sua parte para despoluição do rio do peixe. Caso esteja dentro da realidade financeira do município, poderemos tentar agilizar este processo, doando ou subsidiando a construção de fossas sépticas nas comunidades rurais.

Em relação ao mal cheiro relatado pelos moradores da praça São Sebastião, temos o compromisso de apurar este fato, verificar de onde sai o mal cheiro, e identificando a causa, independente se for uma empresa ou uma residência, iremos cumprir o que manda a legislação ambiental.

 

11- A emancipação do distrito de Fonseca é sempre citada nas rodas políticas.

Vocês seriam favoráveis ou contra esta idéia?

Totalmente favoráveis, pois seria bom para os fonsequenses, que teriam sua autonomia administrativa e acesso a mais recursos, impulsionando o desenvolvimento local, tanto para a sede de Alvinópolis, que poderia se dedicar mais aos problemas das pequenas comunidades rurais e da população carente. Estamos dispostos a cobrar de nossos deputados e senadores federais que mostrem serviço em Brasília a favor da aprovação de Fonseca como município. Sabemos que é difícil convencer 512 deputados federais a votar a favor de uma idéia nossa, mas pelo menos, os poucos que conseguirmos, iremos divulgar para a população o seu trabalho.

 

12- A falta de opções culturais e esportivas pode gerar grandes males na vida de todos. O que vocês pretendem fazer para oferecer à população opções de qualidade?

Temos o objetivo de implantar o PAIF (programa de assistência integral da família), um programa do Governo Federal voltado às famílias em condições de risco social, ou seja, aquelas onde os pais são omissos ou agressivos com os filhos, devido a problemas financeiros, saúde ou dependência química. Através do PAIF, iremos acompanhar todas as famílias necessitadas, e através de atividades esportivas e culturais criaremos espaços onde será possível trabalhar os valores perdidos, ensinando aos jovens e adultos a importância de viver em comunidade, respeitando o próximo, rever seus preconceitos e limitações, buscando melhores condições de vida.

A partir de campeonatos e sessões culturais iremos motivar diversos jovens a resgatar sua auto-estima, a respeitar e conviver em família, rever seus valores e buscar o bem ao próximo. Não queremos formar campeões, mas sim pessoas que saibam de sua importância na comunidade e como ajudá-la a melhorar sempre.

 

13- Na nossa região, ouvimos falar de várias cidades conseguiram destaque no turismo. Se eleitos quais medidas o senhor pretende tomar para atrair novos investimentos e incrementar o turismo local?

Alvinópolis não tem grande potencial turístico comparado a Ouro Preto, Mariana e Catas Altas, mas possui algumas peculiaridades que podem sim ser explorados. Se não podemos ter milhares de visitantes ao ano, que pelo menos consigamos centenas deles. Em conversa com a comunidade, pensamos em criar um roteiro de fazendas e pousadas rurais, onde os proprietários receberam orientação, em parceria com faculdades de turismo, de como explorar turisticamente sua propriedade, os comerciantes locais também serão orientados. Este roteiro será divulgado na Internet e em panfletos nas agencias de turismo de BH, e durante nossas festas mais movimentadas, como festa da padroeira, cavalgadas e carnaval. Como fazemos parte da Estrada Real, teremos ajuda do Governo Estadual para divulgar nosso roteiro em outros estados e até mesmo outros países. Com belas fotos e atrações nas propriedades rurais e na sede, poderemos atrair muitos turistas para nosso município. Aproveitamos a oportunidade para convidar os alunos das faculdades de turismo da região que entre em contato conosco, pois vamos buscar parcerias nesta área.

 

14 - Daqui a quatro anos, quais as principais realizações vocês gostariam de ter feito?

Ter melhorado o índice de qualidade e atendimento da saúde, desenvolvimento humano, educacional, empregos, diminuir o déficit habitacional, e por fim, aproximar a população da administração municipal, fazendo que a mesma tenha interesse em acompanhar as finanças e ações do poder executivo e legislativo.

 

15 – Digam ao eleitorado desta secular cidade, por que devem optar por esta candidatura?

Temos boas propostas e idéias, esperamos através de nosso trabalho mudar bastante a atual realidade do município, sempre em parceria com os diversos segmentos da sociedade, esperamos que com seu voto de confiança possamos alcançar nosso objetivo e mostrar nosso trabalho.

 

 

 

Desde já o nosso muito obrigado.

Boa sorte!

Que vença Alvinópolis!

www.alvinews.com.br