Dia da poesia

 

Ana Teresinha Drumond Machado

 

"A poesia não se entrega

a  quem  a  define. "

     (Mário Quintana)

 

Sou poesia.

Brinco com a metafísica,

Trabalho, da palavra,

o transcendental,

o escultural.

Sou circunstancialista,

socialista, intimista.

Sou lira.

 

Sou poesia hoje.

 Não, sou poesia 365 dias.

Exalo alegria, amor,

dor e fantasia.

 

Convulsões

de  palavras expressam

em transbordantes canções

os corações agonizantes,

(in)contidos ,sofridos,

encardidos, oprimidos,

re – ti - dos.

 

Hoje, sempre,sempre sou poeta.

Sou o serafim Bonfim,

que carrega a sinestesia

da poesia que dá

cheiro à luz,

sabor às palavras,

ritmo à vida e

 é o Sol das emoções.

Sou só POESIA!

 

PARABÉNS, POETAS!

14/03/2009

 

 

Ana Teresinha Drumond Machado é alvinopolense, professora e escritora.

Email : anmchd@robynet.com.br