Ser mulher

Ana Teresinha Drumond Machado

"Ser notável e doce, responsável por grandes conquistas, e conseqüentes sofrimentos. Dona de uma beleza inigualável, que de tão frágil chora... mas quando é preciso surge a fera jamais imaginada, que faz justiça e impõe seu lugar no mundo".

 

E Deus a bela mulher criou

De forma divina e sensual,

ao fogão, o machista a integrou,

Sem dela se compadecer afinal.

 

De beleza arquitetural,

é pérola fina no casulo,

plena de doçura e encantamento.

É lágrima contida no escuro.

É ingênua alma violentada,

È farta de uma real  utopia .

 

Em toda mulher habita ...

a pujança de Anita (Garibalde),

o anjo de Angélica, (G. Mattos),

a sensualidade de Chica, (da Silva)

a coragem de Esther ( da Pérsia)

a determinação de Zuzu (Angel)

a pureza de Maria (mãe de Jesus),

a autoridade de Isabel (Princesa)

o heroísmo de Joana d’Arc.

 

mulher ingrata... mulher sensata

mulher felina ...mulher menina,

mulher grávida ...mulher fingida

mulher de verdade... mulher sem idade

 

ideal...desleal

prudente...cadente

controlada...facetada

lunática...dramática

candura...madura

vadia...pia

 

Pouco importa se

 

Madalena ... Evita

Eurídice... Teresa

Raquel...Tarsila

Helena... Benedita

 

em  tudo ela é mulher

 

que pensa com a razão

age com a força o coração

Ser mulher é ser desejo

Ser heroína, ser gracejo,

Ser mulher é assim: pura devoção

Ventre que emana amor,

Mulher mulher

Mulher Mãe,

 

Tudo isso está no desejo de

Ser mulher.

 

Ana Teresinha Drumond Machado é alvinopolense, professora e escritora.

Email : anmchd@robynet.com.br