Júnior Brasília, um craque de Alvinópolis

 

 Parte 7

 

Gilmar Moreira

 

 

 

1985- Um ano de ouro para Júnior Brasília

 

 

O Brasil de Pelotas, de Júnior Brasília, disputa novamente o Campeonato Brasileiro em 1985, e exatamente neste ano faria uma campanha histórica para o futebol do interior gaúcho em um Campeonato Nacional.

         

Brasil 1985- Júnior Brasília. 0 primeiro agachado da esquerda para a direita.

 

 

Agora no comando do time estava o treinador Walmir Louruz, que levaria o Brasil ao ponto mais alto de sua história no futebol brasileiro, 3º colocado no Campeonato Brasileiro de 1985.

Com grandes atuações do grande ataque do Brasil - RS, principalmente pela dupla formada pelo artilheiro Bira e seu fiel escudeiro, o nosso conterrâneo Júnior Brasília, o time de Pelotas não tomava conhecimento de seus adversários, ia passando por cima de um por um, até chegar às semifinais do brasileirão.

 

Brasil de Pelotas (1985)

 

Júnior Brasília no Brasil de 1985, uma das melhores equipes do país.



Terceiro Colocado no Brasileirão 1985

Campanha na Primeira Fase


27/01/1985: Brasil de Pelotas 1 X 1 Uberlândia
30/01/1985: Brasil de Pelotas 1 X 0 Corumbaense
03/02/1985: Villa Nova-MG 1 X 3 Brasil de Pelotas
06/02/1985: Leônico 2 X 1 Brasil de Pelotas
10/02/1985: Joinville 1 X 2 Brasil de Pelotas
13/02/1985: Brasil de Pelotas 2 X 0 Ponte Preta
24/02/1985: Pinheiros 2 X 2 Brasil de Pelotas
27/02/1985: Brasil de Pelotas 0 X 1 Bangu
03/03/1985: Desportiva 3 X 0 Brasil de Pelotas
06/03/1985: Brasil de Pelotas 2 X 2 Vila Nova
10/03/1985: Brasília 3 X 2 Brasil de Pelotas
17/03/1985: Uberlândia 1 X 2 Brasil de Pelotas
20/03/1985: Corumbaense 1 X 2 Brasil de Pelotas
24/03/1985: Brasil de Pelotas 0 X 0 Villa Nova-MG
27/03/1985: Brasil de Pelotas 4 X 1 Leônico
31/03/1985: Brasil de Pelotas 1 X 1 Joinville
03/04/1985: Ponte Preta 2 X 2 Brasil de Pelotas
07/04/1985: Brasil de Pelotas 1 X 0 Pinheiros
10/04/1985: Bangu 3 X 1 Brasil de Pelotas
14/04/1985: Brasil de Pelotas 5 X 0 Desportiva
17/04/1985: Vila Nova 0 X 0 Brasil de Pelotas
21/04/1985: Brasil de Pelotas 2 X 0 Brasília

 

Brasil um dos 16 melhores do país, ainda iria muito longe.

 

Brasil de Pelotas Vence Grupo F e faz história no Brasileirão

 

Brasil-RS Campeão do Grupo F da Segunda Fase do Brasileiro de 1985.

 

 

Bahia equipe de melhor campanha da 1ª fase seria surpreendida pelo Brasil de Júnior Brasília.

 

 

Na segunda fase do Campeonato, o Brasil-RS cairia numa chave fortíssima, o Grupo F, com Bahia, equipe de melhor campanha na Primeira Fase do Campeonato, Flamengo de Zico e Cia e Ceará, que na época também tinha grandes jogadores. Para a grande imprensa porém, o Brasil-RS era considerado o azarão da chave, isto é, a equipe mais fraca. 

O Brasil de Júnior Brasília iria fazer história no Brasileirão de 1985

   

Mas o Brasil, com grande empenho de seus jogadores, conseguiu dar a volta por cima, vencer o Grupo F e fazer história naquele campeonato.

Salientando, que nesta fase só se classificava o primeiro colocado de cada chave para a semifinal, com quatro grupos de quatro equipes.

 

Campanha na Segunda Fase

03/07/1985: Brasil de Pelotas 2 X 1 Bahia
07/07/1985: Ceará 0 X 0 Brasil de Pelotas
10/07/1985: Flamengo 1 X 0 Brasil de Pelotas
14/07/1985: Brasil de Pelotas 4 X 0 Ceará
18/07/1985: Brasil de Pelotas 2 X 0 Flamengo
21/07/1985: Bahia 2 X 3 Brasil de Pelotas

 

Brasil vence Ceará por 4x0 e se prepara para pegar o Flamengo.

 

 

Brasil de Pelotas derrota Flamengo por 2 a 0 pelo Brasileirão

 

E chegou o dia mais esperado pelos torcedores xavantes e por toda equipe do Brasil de Pelotas, iriam enfrentar o todo-poderoso Flamengo de Zagalo e Zico, que retornava ao Flamengo depois de duas temporadas no futebol italiano (Udinese) e de ter marcado 56 gols pela equipe italiana.

 

Com Zico retornando da Udinese-Itália, o Flamengo não segurou o Brasil de Pelotas.

 

A equipe rubro negra também tinha no seu elenco jogadores do naipe de Bebeto, Fillol, Mozer, Andrade, Adílio, Tita e vários outros.

Seria o jogo da desforra, pois haviam perdido por 1x0 no Maracanã (gol de Bebeto) no jogo de ida desse Grupo F. Nesse jogo, se ganhassem do Flamengo, assumiriam a liderança do grupo e ficariam com a classificação para as semifinais nas mãos, algo impensável para qualquer analista de futebol.

 

Mas o Brasil chegou lá, em seus domínios, no estádio Bento de Freitas, seus torcedores e os amantes do bom futebol iriam presenciar ali um grande jogo de bola.

 

Com o estádio lotado, o Brasil tomou conta do jogo, Lívio, Bira e Júnior Brasília, com arrancadas fabulosas, sempre levavam perigo a defesa do Flamengo, que tinha como destaques o zagueiro Mozer e, Fillol, grande goleiro da Seleção da Argentina campeã do mundo em 1978.

O Flamengo de Zico e Fillol e cia, um timaço.

       

            

 

Numa atrapalhada justamente entre os dois destaques da defesa do Flamengo, o artilheiro Bira não perdoou e levou o estádio à loucura aos 25 minutos do primeiro tempo fazendo 1x0 para o Brasil- RS.

Falha de Fillol e Mozer, Bira marca Brasil 1x0 Flamengo

 

 

No segundo tempo o Flamengo pressionou muito em busca do empate, numa cabeceio de Bebeto à queima-roupa, e grande defesa do bom goleiro João Luís. Logo depois, numa falta cobrada por Zico,nova defesa de João Luís.

 

Golaço de Júnior Brasília, Brasil-RS 2X0 Flamengo

 

 

Aos 41 minutos do segundo tempo, numa arrancada espetacular de Júnior Brasília, que atravessa praticamente todo o campo em alta velocidade, um gol fenomenal, talvez o mais bonito e importante de sua carreira. Um chute por cobertura, por cima do goleiro Fillol, e o estádio quase foi abaixo, tamanha a festa da mais fiel torcida do Rio Grande do Sul. A torcida aplaudiu de pé o golaço de Júnior Brasília, que calou a torcida flamenguista, mandando embora praticamente as esperanças de classificação para o Flamengo.

 

Mozer e Zico saem de campo desolados após a derrota de 2x0 para o Brasil.

 

 

Estava selada a vitória sobre o grande Flamengo, méritos para o treinador Walmir Louruz e a dupla fantástica, Bira e Júnior Brasília. Final de jogo Brasil-RS 2X0 Flamengo.

 

Abaixo a ficha do jogão contra o Flamengo de Zagalo, Zico, Bebeto e Cia.
 

Júnior Brasília, um dos heróis do jogo dá entrevista após a vitória contra o Flamengo.

 

 

Equipe do Brasil que venceu o Flamengo por 2x0 no Bento Freitas.

 

 

 

Brasil derrota Bahia na Fonte Nova e fica em primeiro no Grupo F

 

Júnior Brasília e seus companheiros derrotam o Bahia em plena Fonte Nova.

 

 

Grande equipe do Bahia derrotada por 3x2 pelo Brasil de Júnior Brasília.

 

O Brasil novamente em tarde inspirada de seus atacantes Bira e Júnior Brasília, derrota o Bahia em plena Fonte Nova e sela a classificação em primeiro lugar no Grupo F.

 

Júnior Brasília novamente faz uma grande exibição, com passes precisos para o seu companheiro Bira, que marca duas vezes e ele próprio, Júnior Brasília marca o gol da vitória de 3x2 sobre o Bahia, calando a Fonte Nova que estava lotada esperando a vitória do tricolor baiano.

Em destaque o matador Bira.

 

O Bahia lutou muito mas acabou derrotado pelo melhor futebol do Brasil-RS, que parou a cidade de Pelotas na chegada de seus heróis, com a grande festa da torcida xavante, um momento inesquecível na carreira de Júnior Brasília.

 

Abaixo a ficha do jogo que deu a classificação histórica ao Brasil-RS.

 

 

 

Zico desolado contra o Ceará, após a classificação do Brasil-RS.

 

 

 

 

 

 

Atlético – MG, Brasil-RS, Coritiba-PR e Bangu, semifinalistas de 1985.

 

Semifinais

24/07/1985: Brasil de Pelotas 0 X 1 Bangu
28/07/1985: Bangu 3 X 1 Brasil de Pelotas

 

 

BRASIL PERDE NAS SEMIFINAIS PARA O BANGU

 

Marinho melhor jogador do Brasileiro de 85 e Castor de Andrade com o Bangu.

 

O Brasil, a grande surpresa do Campeonato Brasileiro, nas semifinais, foi eliminado pela boa equipe do Bangu, do craque Marinho, que foi eleito o melhor jogador do Campeonato daquele ano.

 

Infelizmente o Brasil não pôde jogar em seu estádio nesta fase do Brasileirão, pois os dirigentes da CBF exigiram um estádio com maior capacidade de torcedores.

 

Dirigentes espertos, como o presidente Castor de Andrade do Bangu, homem com forte influência e prestígio na CBF, participou na maracutaia, fazendo pressão na entidade e dizendo que o estádio do Brasil não tinha estrutura, nem capacidade para jogos dessa envergadura. A CBF praticamente obrigou o Brasil-RS a recorrer ao estádio Olímpico do Grêmio para jogar a semifinal com o Bangu.

 

Até Jorge Amado apoiava o Bangu contra o Brasil de Júnior Brasília.

 

 

Impedidos pela CBF de jogar em seu estádio, o Bento de Freitas, com capacidade apenas para 20.000 pagantes, a torcida xavante fretou 150 ônibus. Além disso, mais de 4000 veículos também formaram a caravana que se deslocou até Porto Alegre, distante 255km de Pelotas, ao estádio Olímpico do Grêmio para apoiar o Brasil.

 

Jogando fora de seus domínios, acabou sendo derrotado pelo Bangu por 1x0 no Olímpico, num jogo bastante equilibrado. No jogo de volta, nova derrota no Maracanã por 3x1, colocando um fim no sonho de disputar a Libertadores.

 

 

Mesmo assim o Brasil de Júnior Brasília foi recebido com festa pela sua torcida que comemorou muito a conquista do inédito 3º lugar no Campeonato Brasileiro de 1985.

 

Abaixo as fichas técnicas dos dois jogos entre Brasil e Bangu pelas semifinais do Campeonato Brasileiro de 1985.

 

 

 

Júnior Brasília e o time do Brasil posando no Maracanã para o jogo da Semifinal com o Bangu.

 

O Brasil lutou muito mas foi eliminado da final pelo Bangu de Castor de Andrade.

 

Coritiba vence o Galo Mineiro e vai para a Final com o Bangu

 

Na outra semifinal o Coritiba-PR eliminou o Atlético-MG, vencendo o primeiro jogo por 1x0 e empatando o segundo jogo no Mineirão em 0X0, com defesas milagrosas do goleiro Rafael, ex-companheiro de Júnior Brasília no Grêmio Maringá do Paraná.

 

 

 

Abaixo a ficha completa do primeiro jogo em que o Coritiba venceu o Galo por 1x0, no estádio Couto Pereira no Paraná.

 

 

CORITIBA É CAMPEÃO DE 1985 VENCENDO O BANGU NOS PÊNALTIS

 

Coritiba Campeão: Gomes,Heraldo,Almir,Rafael,André e Dida.

Lela,Marildo,Índio,Tóbi e Édson.

 

Numa final emocionante, o Coritiba vence o Bangu do craque Marinho e do famoso cartola Castor de Andrade nos pênaltis e se sagrou Campeão Brasileiro de 1985.

 

 

 

 

Rafael, goleiro do Coritiba, foi novamente o herói do jogo defendendo o pênalti cobrado por Ado do Bangu, que deu o título ao Coritiba.

 

Acima a tristeza de Ado do Bangu após perder o pênalti que daria o título ao Coritiba e ao lado a equipe do Bangu que ficou com vice- campeonato de 1985.

 

Abaixo a festa da torcida coxa-branca, enaltecendo ao seu herói, o goleiro Rafael que deu o título ao Coritiba nos pênaltis, e a festa do Coritiba campeão de 1985, fazendo a festa no estádio Maracanã.

 

 

 

 

Abaixo o resumo da passagem de Júnior Brasília pelo futebol do Rio Grande do Sul, no Brasil de Pelotas.

 

 

No próximo capítulo falaremos do encerramento de sua carreira futebolística e o resumo de todos os clubes por onde passou.

Um grande abraço a todos os alvinopolenses do Brasil e do mundo.

 

Gilmar Moreira é alvinopolense e reside em Quarteira - Portugal.

Contato : gilmarmdem@hotmail.com