Do Brasil não, do universo!

Marcos Martino

 

Tava eu em casa, atôa, pensando e matutando, quando minha filha chegou perto e começou a sua perguntação sem fim.

- Pai. Porque Monlevade cresceu mais que Alvinópolis se só tem 46 anos e Alvinópolis mais de 100?

- Ora, minha filha. É simples. Lá tem uma Usina Siderúrgica que empregou muita gente e gerou muitos empregos.

- Mas pai. Fábrica de panos também não é importante?

- Uai...é, minha filha. Mas a siderúrgica faz aço, que é muito importante.

- Mas pai. A gente não faz roupas com aço. A não ser aquele cara do filme, o Homem de Ferro.

- Uai, mas faz carros, faz prédios, faz um monte de coisas...

- Ah tá. Mas pai. Porque então não fazem uma siderúrgica em Alvinópolis?

- Ah, filha. Isso é complicado de explicar. Mas Alvinópolis tem outras coisas muito bacanas que Monlevade não tem.

- É mesmo? O que por exemplo?

- Uai...tem mais áreas verdes, vários distritos, você sabia que Alvinópolis é muito maior que Monlevade?

- Ah pai,  conta outra. Todo mundo sabe que Monlevade é muito maior que Alvinópolis.

- Aí é que você se engana, minha filha. Monlevade tem muita coisa construída, mas tem poucas terras. Alvinópolis é muito maior em território.

- Grande coisa. Alvinópolis não tem Hiper, não tem Estádio, não tem Siderúrgica.

- Ah, mas tem uma grande fábrica de Shampoo, tem o melhor carnaval da região, tem festival de música, congado, tem uma cultura própria.

- Pois é. Mas não acha que tinha de crescer mais?

- Ah...não sei não viu, filha. Tem horas que acho que se crescer demais atrapalha. Deixa do jeito que ta mesmo.

- Ih, pai. O Sr acha que Alvinópolis é o melhor lugar do mundo ?

- É verdade, filha. Não tenho dúvidas disso.

- Pro senhor, Alvinópolis é a cidade mais importante do Brasil, né?

- Do Brasil não, do universo! E você, trate e aprender a gritar pru tchá direito, viu? 

 

Marcos Martino é alvinopolense, poeta, escritor, jornalista, músico.

Email : marcos.martino@gmail.com