A HISTÓRIA DO VERDE TERRA

PARTE 30

 

Neo Gêmini

 

 

 

X FESTIVAL DE ALVINÓPOLIS - Julho/1985.

Sem nome VERDE TERRA, um  vice de qualidade no festival oficial.

Com outros integrantes, um 3. lugar em outro Festival paralelo.

 

 

Após a brilhante participação no Festival da Lagoa do Nado, o grupo mesmo sem voltar oficialmente, mostrou que bastava ensaiar um pouco para que o entrosamento voltasse. O público gostou muito das apresentações no Festival Ecológico do Bairro Planalto. Apesar de tudo, a volta ainda era uma incógnita. Quando aconteceria, ninguém poderia imaginar...

 

Mesmo assim, com a data do Décimo Festival de Alvinópolis confirmada, como sempre para o tradicional mês de Julho e novamente no Conjunto Esportivo José Jùlio Mascarenhas, em frente à Cia. Fabril Mascarenhas.

A Av. Aristides Mascarenhas ficou lotada e a cidade bastante animada com o evento.

 

Os festivais realizados lá, desde 1983, confirmaram um excelente local, bem central onde a galera ia e ficava. E acima de tudo, curtia o festival, as músicas, as pessoas, etc.

Outro detalhe era que as barraquinhas, com churrasquinho, toddy quente, caldos, sempre era comandada por uma instituição da cidade. Os Veteranos marcaram forte presença nesse quesito.

 

Apesar da (ainda) separação do VERDE TERRA, Marcos Martino inscreveu uma nova música, muito bonita, e hoje conhecida 'Do outro lado do espelho". Algumas outras também foram inscritas.

Ele se apresentou com violão, juntamente com o Ronaldo Corrêa do Verde Terra, o conhecido Ronaldinho e sua bela voz. Uma excelente apresentação e a música foi para a final.

 

Neo Gêmini e Ronaldinho, intérprete de "Do outro lado do espelho", em encontro no Porão 71.

Foto 2009. Acervo Gjunior

 

Mesmo não tendo participado, juntamente com os outros integrantes do VERDE TERRA, todos torceram  muito pelo sucesso da música.

 

O resultado final foi um vice campeonato, ou seja o segundo lugar com "Do outro lado do Espelho", música bastante aplaudida pelo público.

Futuramente seria um dos principais hits do Grupo.

 

Valeu muito pela participação do Marcos e do Ronaldo, que mantiveram acesa a chama da volta do Verde Terra.

 

Nesse ano, alguns meses depois, aconteceu outro festival em Alvinópolis, no clube Alvinopolense, organizado pelo Marcone Pena Mascarenhas, o popular Pâina, na época um jovem político da cidade.

 

Outra facção do Verde Terra, com Ricardão, Manoel, Adilson, irmão do Ricardão, e outros conquistaram o 3o. lugar nesse festival, com a música do Marcos, "A balança e a sentença".

Uma letra interessante e um refrão bem forte, muito bem interpretada pela Sueli Crepalde, irmã do Ricardão, que tem uma bela voz.

Depois fizemos uma boa comemoração, lembrando o Verde Terra.

O clube teve um bom público.

Esse festival foi vencido pelo conhecido Zé Beto Corrêa.

 

Hoje, praticamente 26 anos depois, nos deparamos, até o momento que escrevo esse capítulo, sem a data certa da realização (ou não) do Festival de 2011.

E em 1985, um fato atípico em Alvinópolis, a realização de dois festivais de música. Não estou falando de pré festival, que é somente com músicas da cidade.

 

Foram dois bons festivais bem organizados, com a presença de músicos de todo o Brasil. Ou seja, um oficial, apoiado e patrocinado pela Prefeitura, e outro organizado por uma pessoa lutadora que conseguiu patrocínios na cidade e com outros empresários.

Uma pena que em 1997, 1998 , 1999, 2005 também não houve festivais.

Um evento que é o segundo mais antigo de Minas, deveria ocorrer todos anos ininterruptamente.

Espero que esse ano ainda tenhamos o Festival.

 

Feliz Outubro a todos e Viva Nossa Senhora do Rosário, nossa querida Padroeira

Abraços.

 

Neo Gêmini

 

Acesse www.neogemini.com.br e conheça um pouco minhas obras literárias.

Acesse: www.myspace.com/bandapaucomarame e ouça um pouco do rock elíptico da banda Pau com Arame.

 

Colunas anteriores