Apelidos engraçados do futebol alvinopolense

José Silvério de Carvalho

Na foto Nilton Santos, jogador do Botafogo e Seleção Brasileira. Foi chamado de "A Enciclopédia" por causa dos conhecimentos sobre o futebol. Considerado o maior lateral-esquerdo de todos os tempos, foi o precursor em arriscar subidas ao ataque através da lateral do campo. Revolucionou a posição de lateral-esquerdo, utilizando-se de sua versatilidade ao defender e atacar, inclusive marcando gols, numa época do futebol onde apenas tinha a função defensiva.

Apelidos engraçados surgidos nos meios futebolisticos de Alvinópolis,ao longo de várias décadas,no Alvinopolense através do sr. Orlando Lima ,especialista em colocar apelidos na garotada.

Já no Industrial outro que tinha o dom dos apelidos era Bilaca, como o próprio nome diz, e depois Adairim.

Além dos times, ainda havia o campinho da Rua Nova.

Vou destacar os apelidos de acordo com o local da sua origem.

Lambarí do sr.Orlando Lima:

Vaquinha,  Vaca Brava, Leitoa, Zé Cabrito, Birião, Bené Classe,  Catatau, Bené Beiçola, Gasolina, Cocota, Raimundo Canavial, Azulão, Mão na Boca, Tito Ossada, Coalhada, Grude, Vidrilho, Geraldo Chulapa, João Peida Fogo, Dico Lavanca, Lito Massa, Melado, Saquitumba, Caldeirão, Chico Sem Tampa, Lataria, Sem Bunda, Bororó, Tiziu, Galinho, Binguinha, Bingota, Anzol, Anzolinho, Sureco, Redondo, Chambeta, Pedrinho Carrapicho, Carlos Gafanhoto, Zé Meu Cravo, Caroço, Limonada, Geraldo Garrinchinha, Babucho, Toni Anemia, Barruguinha, Antônio Cabacinha, Vicente Maria Preta, Toni Caiau, Paulinho Rebeca, Zé Torto e Lalada..

Juvenil do AFC comandado pelo Sr. Orlando Lima.


Campinho da RUA NOVA: Década de 50 :

Crôco,  Nonô Barata, Quincas & Dôcas, Zé Piula,  Walter Cabeção,  Bené Fumaça, Toninho Bizôrro,  Barrêia,  Delindôra,  Tão de Ruzica,  Geléia Prêta,  Chirume,  Toninho Miau,  Zé Rebôjo,  Paulinho Cachaço, Trenin ,  Picareta ,  Pinguin, Pedro Marruero, Nonô Pirrusca, Enxorrada, Bicacuera e Chico Zona.

Campinho da RUA NOVA: Década de 70

Relação Fornecida por Salvador Carvalho:

Caio Peste,  Marrinha,  Edinho Canjiquinha,  Jair Bôco Môco,  Birosquinha, Silvio Canelinha, Mario Brasinha, Chico Luia,  Lixa,  Tó,  Meia Lua,  Janjão,  Jairim Zuiudo,  Nen Perereca,  Conca,  Joninha,  Geraldo Bié,  Arcanjin Fedeno,  Caluquinha, Cuza,  Ademir Boi,  Zé Bananinha.
 

Juvenil do Industrial comandado por Adairinho.

Apelidos Surgidos No INDUSTRIAL:

Fuinha,  Zé Couve, Tia Bôba, Bené Abelha, Nanaca Véia, Zuipa, Nonô Pata Choca, Dojão,  Tutuca ,  Melão,  Barruga,  Padre,  Posidio, Agapito, Nonô Rolinha, Piniquinho, Antonio Tiradentes, Luiz Tabita, Zé Pelado, Nestorada, Falapa, Redondo, Zé Piloto, Bereco, Piteirinha, Luizinho Trator, Luiz Bocão, Zé Bicudo, Bené Cabrera, Geléia Preta,Raposa Loura, Bacuri, Mamá, Tetega e Bôca Prêta.

 

Estas brincadeiras são muito comuns no meio futebolístico, e em Alvinópolis não foi diferente.

Saudações alvinopolenses.

José Silvério de Carvalho (Vidrilho)

Contato : josesilverio.carvalho@gmail.com