Casos engraçados do Futebol de Alvinópolis

Desafio inesquecível

 

José Silvério de Carvalho

           Em julho de 1961 uma comissão de senhoras que faziam eventos beneficentes em Alvinópolis, que favoreciam o Hospital, Asilo, etc, foram até a cidade de João Monlevade e conseguiram junto à Diretoria do Metalúrgico, um jogo beneficente contra o Alvinopolense. Normalmente naquela época, os times cobravam cachês para marcarem jogos mas a comissão conseguiu isenção do cachê.

Para abrilhantar este evento, seria necessária uma boa preliminar.

Uma turma de gozadores, com o objetivo de atrair a torcida, resolveram montar 2 times que manjavam de tudo, menos de futebol. Muitos atletas jamais haviam praticado tal esporte.

Os nomes das equipes foram escolhidos da seguinte forma :

Invictos Futebol Clube versus Seleção de Ouro.

Abaixo seguem as equipes, com fotos do Mauro Sérvulo.

 

Invictos Futebol Clube

Em pé da esquerda para a direita :

Zózimo, Zé Cabrito, Zé Crepalde, Jesus Cabral, Rui Veloso e Chambeta.

Agachados : Bastião de Olga, Geraldo de Sá, Zé Arcanjo, Antônio Moreno e Dosa.

 

Seleção de Ouro

Em pé da esquerda para a direita :

Gustavo, Deusinho, Theodoro, Tubarão, Miguelito e Marquinhos.

Agachados : Ernesto, Geraldo Bicalho, Magela, Rogério e Jonas.

 

Para apitar este grande jogo, foi contratada a Srta Magda Lúcia Rodrigues, irmâ de Mariângela de Repolês.

Pela primeira vez na história do futebol de Alvinópolis, uma mulher apitou um jogo de futebol.

A exemplo das duas equipes, ela não manjava quase nada das regras de futebol.

O grande duelo deste jogo ficou por conta de Bastião de Olga, atacante do Invictos, contra Tubarão, zagueiro da Seleção de Ouro.

Assim que a bola rolou, Bastião partiu pra cima de Tubarão com a bola dominada e aplicou várias pedaladas, na última pedalada ele se atrapalhou, trepou em cima da bola e tomou um tombaço na ponta direita, onde tinha muito cascalho.

Bastião saiu de campo todo arranhado e esfolado, e haja mercúrio cromo para aliviar a dor.

A partida foi repleta de emoções e terminou empatada em 5 a 5.

Magda assinalou 17 penalidades máximas, mas a pontaria das duas equipes estava abaixo da crítica, com a conversão de apenas uma em gol.

Que sufoco!!

Foi um dia inesquecível em Alvinópolis, onde todos se divertiram a valer.

 

Saudações Alvinopolenses!

José Silvério de Carvalho (Vidrilho)

Contato : alvinews14@gmail.com ou (31) 3495-2300